sábado, 29 de março de 2008

What Renews Your Spirit?



Take this test!
In our fast-paced, round-the-clock world, we often forget to schedule time with the most important person of all: ourselves. And for free spirits like you, alone time is the precious commodity you need to relax, refuel, and rejuvenate.


Whether it's a leisurely walk around the block or a cup of coffee at a quaint cafe, a solo outing is sure to refresh your outlook and renew your spirit. It also makes the return to daily life and other people that much sweeter. So, what are you waiting for? Make an appointment for some quality one-on-one time!



sexta-feira, 28 de março de 2008

Preciso ouvir a lagarta...





(...) A Lagarta e Alice olharam-se uma para outra por algum tempo em silêncio: por fim, a Lagarta tirou o narguilé da boca, e dirigiu-se à menina com uma voz lânguida, sonolenta.

"Quem é você?", perguntou a Lagarta.

Não era uma maneira encorajadora de iniciar uma conversa. Alice retrucou, bastante timidamente:

"Eu - eu não sei muito bem, Senhora, no presente momento - pelo menos eu sei quem eu era quando levantei esta manhã, mas acho que tenho mudado muitas vezes desde então.

"O que você quer dizer com isso?", perguntou a Lagarta severamente. "Explique-se!"

"Eu não posso explicar-me, eu receio, Senhora", respondeu Alice, "porque eu não sou eu mesma, vê?"

"Eu não vejo", retomou a Lagarta.

"Eu receio que não posso colocar isso mais claramente", Alice replicou bem polidamente, "porque eu mesma não consigo entender, para começo de conversa, e ter tantos tamanhos diferentes em um dia é muito confuso."

"Não é", discordou a Lagarta.

"Bem, talvez você não ache isso ainda", Alice afirmou, "mas quando você transformar-se em uma crisálida - você irá algum dia, sabe - e então depois disso em uma borboleta, eu acredito que você irá sentir-se um pouco estranha, não irá?"

"Nem um pouco", disse a Lagarta.

"Bem, talvez seus sentimentos possam ser diferentes", finalizou Alice, "tudo o que eu sei é: é muito estranho para mim".

"Você!", disse a Lagarta desdenhosamente. "Quem é você?"

O que as trouxe novamente para o início da conversação. Alice sentia-se um pouco irritada com a Lagarta fazendo tão pequenas observações e, empertigando-se, disse bem gravemente:

"Eu acho que você deveria me dizer quem você é primeiro."

"Por quê?", perguntou a Lagarta.

Aqui estava outra questão enigmática, e, como Alice não conseguia pensar nenhuma boa razão, e a Lagarta parecia estar muito chateada, a menina despediu-se.

"Volte", a Lagarta chamou por ela. "Eu tenho algo importante para dizer!"

Isso soava promissor, certamente. Alice virou-se e voltou.

"Mantenha a calma", disse a Lagarta. (...)

Lewis Carroll, em Alice no País das Maravilhas

sexta-feira, 21 de março de 2008

The Karma Test



Take this test!
When faced with a moral dilemma, they're more likely than others to make the ethical decision. Such choices have positively influenced their karma up to this point. Their willingness to choose what's right over what's easy strengthens their current relationships, and according to the laws of karma, may come back to them positively in the future. Through their concerted efforts to be fair and just, they generate good karma for themselves and the universe.



quarta-feira, 19 de março de 2008

terça-feira, 18 de março de 2008

Duas Coisas Que Adoro



Harry Potter e Accidentally In Love (Counting Crows)
Add Video to QuickList




What Kind Of Flower Are You?




I am a
Canna


What Flower
Are You?




"You stand up for what you believe in,
even if it gets in the way of what other people think.
You are proud of yourself and your accomplishments
and you enjoy letting people know that."



domingo, 16 de março de 2008

Roubo de Carga




Pois bem, estranhando a demora no recebimento dos livros que eu havia encomendado, já que a Saraiva é rapidíssima nas entregas, fui consultar o site para saber o que estava acontecendo. E aí está... a carga foi roubada! Um droga sem tamanho, seja pela insegurança habitual e pela ineficiência dos governos em resolver este problema, seja pela minha ansiedade em começar a ler os livros e pela falta de previsão de quando os terei em mãos. Enfim... espero que até o início da Semana Santa meus livrinhos já estejam aqui em casa...






quarta-feira, 12 de março de 2008

A Vida É Mágica!






terça-feira, 11 de março de 2008

Caio Fernando Abreu



(...)
Vem para que eu possa ... contar dos meus muitos ou poucos passados, futuros possíveis ou presentes impossíveis, dos meus muitos ou nenhum eus. Vem para que eu possa recuperar sorrisos, pintar teu olho escuro com kol, salpicar tua cara com purpurina dourada, rezar, gritar, cantar, fazer alguma coisa, desde que você venha, para que meu coração não permaneça esse poço frio sem lua refletida. Porque ... tenho medo e estou sozinho, porque não tenho medo e não estou sozinho, porque não, porque sim, vem e me leva outra vez para aquele país distante onde as coisas eram tão reais e um pouco assustadoras dentro da sua ameaça constante, mas onde existe um verde imaginado, encantado, perdido. Vem, então, e me leva de volta para o lado de lá do oceano de onde viemos os dois.

Do Livro Ovelhas Negras - L&PM Editora.



segunda-feira, 10 de março de 2008

Segunda-feira





sábado, 1 de março de 2008

A quoi ça sert l´amour?