quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Tentando ninar a Nina





Eu gostaria de saber escrever, com fidelidade, a respeito daquilo que não devo falar, sobre tudo que me assombra e me excita, sobre os medos escancarados e os desejos inconfessáveis, sobre o negro e o belo da vida, meus absurdos e desistências, minha inclemência e minha compassividade. Escrever sobre o que me salta aos olhos e sobre aquilo que não vejo nem sinto, sobre tuas palavras, sobre minhas ausências, sobre as impertinências de minhas intervenções, sobre o cúmulo dos meus egoísmos e minha imensa capacidade de doação. Eu queria dizer das minhas cismas, das coisas que sei e não digo por não saber como as sei, gritar as minhas perguntas e, Dele ouvir respostas, compreender de onde vim e esquecer pra onde vou... descrever o sabor do teu beijo com aromas e cadências, textura e saliva.. só pra me acalmar, só pra dormir em paz.



Nenhum comentário: