sábado, 22 de setembro de 2007

Frágil Flor




Sinto muito...
Mas nem sempre a delicadeza
vence a aridez de alguns sentimentos.
Ainda que tenha florescido,
sem cuidados,
a frágil flor da ternura não resiste e,
despetalada, se acaba.
Sinto muito. Mesmo.

Nina Victor

escrito para o blog Decifro e Devoro





Nenhum comentário: