quarta-feira, 18 de abril de 2007

Abruptamente

De tempos em tempos algo acontece e balança as minhas certezas me obrigando a reavaliar a situação. De tanto repensar já tenho minhas conclusões e posso até ousar dizer que sei dos riscos que corro. E se vou em frente em meu propósito e procuro ao máximo seguir meu cronograma, sem queimar etapas ou pecar pela preciptação, é consciente de que o canto da sereia existe e eu não sei nadar. Sei que posso me afogar nas águas da desilusão, como também sei que posso me afogar num mar de paixão. E as duas opções são perigosas. Já não me importo, embora seja mentira...

Um comentário:

Bruxa Nessa disse...

Lindooooooooooooooooo