sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

O Incômodo do Medo




Estou com medo. E mais uma vez eu repito, que medo é o pior sentimento que há. Hoje acordei com dores um pouco mais resistentes. Acabei cancelando o taxi que me levaria ao trabalho. Resolvi ir ao médico de uma vez. E fui. Nada muito conclusivo, preciso fazer uma endoscopia com pesquisa de bactéria e uma ultrassonografia abdominal total. Sei que esses são exames comuns, mas o que temo são os resultados e não os exames em si. Agora mesmo, estou aqui escrevendo e sentindo a tal dorzinha. Estou em jejum, não consegui comer nada, o medo me deprime, é meu pior inimigo. Nem mesmo a notícia que meu carro novo vai chegar semana que vem, me deixou animada. Que adianta carro novo, se estou preocupada com a minha saúde?! Trocava na boa, a alegria do carro novo pela certeza de estar tudo bem com minha saúde. Dormi praticamente o dia todo. De manhã, voltei pra cama até a hora de ir ao médico. E quando voltei da consulta, dormi até agora. Na verdade, o Leo me acordou para que eu nao esculhambasse meu sono depois... Mas a minha vontade é dormir, dormir o tempo, porque quando se dorme, não há dor ou medo. Há paz. E é isso que eu estou precisando, paz no meu coração.



Nenhum comentário: