sábado, 18 de novembro de 2006

De Fernando Pessoa



... serei sempre o que esperou que lhe abrissem a porta

ao pé de uma parede sem porta...





Nenhum comentário: