sábado, 3 de junho de 2006

Texto de Fernando Pessoa


A criança que fui chora na Estrada,
deixei-a ali quando vim ser quem sou.
Mas hoje, vendo que sou é nada,
quero ir buscar quem fui onde ficou.




Nenhum comentário: