terça-feira, 27 de junho de 2006

Medo



Foi difícil atravessar essa segunda-feira. Pensamentos macabros acerca da minha saúde atormentando minha cabeça, revolvendo minhas entranhas, me roubando o prumo,
me deixando desconsolada e com um sentimento de medo maior que o mundo. Não gosto de me sentir assim. E nestes momentos, tudo que posso e sei fazer é rezar. E é o que faço. Agora, nestas primeiras horas de terça-feira, graças a misericórdia divina, já me sinto um pouco melhor e menos deprimida. Estou contando os dias para que minhas férias tenham início, nem sei como vou me aguentar no trabalho nestes dias que faltam. Que passem rápido e que boas respostas me cheguem, que o alívio se apodere de minha alma e meu coração possa bater tranquilo. Que assim seja. Amém.


domingo, 25 de junho de 2006

Send me an Angel



Há momentos em que eles são indispensáveis, necessários e insubstituíveis.
Could You, please, send an Angel to take care of me?...




Só eu sei porque...



sexta-feira, 23 de junho de 2006

É isso aí...

Brasil 4 X 1 Japão



Poxa... logo contra o Japão! Precisava fazer quatro gols? Tadinho do Zico... ele tem algum carma ruim com relação a Copas do Mundo, não dá sorte o galinho.



Hoje eu gostaria de passar o tempo assim...

domingo, 18 de junho de 2006

Brasil 2 X 0 Austrália



Mais um joguinho porcaria.
Só melhorou nos últimos cinco minutos.
Pelo menos ganhamos.



terça-feira, 13 de junho de 2006

Brasil 1 X 0 Croácia



Que joguinho sem-vergonha. Um sufoco pra garantir um a zero. Só melhorou um pouquinho no final, com a entrada do ágil Robinho substituindo o peso-morto Ronaldo Fenômeno (de imobilidade)... Já o Ronaldinho Gaúcho é um guerreiro, mesmo muito marcado, o cara não desistia, corria o campo inteiro, estava sempre pro perto, quase onipresente. Merecia ter feito um gol. Também gostaria de ver um gol saindo daqueles poderosos chutes "sinistros" do Roberto Carlos. Bem, pelo menos, ganhamos. Uma vitoriazinha muito da sem-graça, mas ainda assim, uma vitória. Que seja!


segunda-feira, 12 de junho de 2006

Dia dos Namorados



Eu hoje estou contente, pois tudo tem dado certo até o presente momento. Até mesmo conseguimos voltar juntos pra casa. Muita sorte num dia tão especial. Sou uma pessoa privilegiada por ter um companheiro tão bacana, carinhoso, inteligente e amigo. Aliás, como ele mesmo diz, nós temos muita sorte de termos um ao outro. E vamos continuar juntos até o fim desta vida e "até no espírito" e sempre. Que assim seja, por todos os séculos e séculos, amém.




domingo, 11 de junho de 2006

Duelo

Image by Belkina (no multiply do Simbi)


sexta-feira, 9 de junho de 2006

terça-feira, 6 de junho de 2006

Pressentimentos



Tive um sonho ruim esta noite. Coisa de doenças e cirurgias. problemas difíceis de serem enfrentados. Não me lembro os detalhes, mas sei que acordei mal por conta das estranhas sensações que senti durante o sono.

O fato é que eu não tenho me cuidado, estou com meus exames atrasados, por causa do mlaéfico medo dos resultados. Graças à Deus, até hoje, não precisei enfrentar nada de muito grave, apesar de já ter passado por uma cirurgia.
A verdade é que eu sinto que há algo errado com meu organismo e que a qualquer momento algo de ruim pode acontecer comigo. O curioso é que até sei como poderia tentar evitar que algum tipo de dano fosse causado à minha saúde. Eu sei o que devo e o que não devo fazer, mas falta-me força de vontade, vergonha na cara ou sei lá o quê. Quem sabe vontade de viver, ou falta de paciência com o futuro.
Por outro lado, tirando um ou outro problema, sei e sou grata a Deus, por ser uma pessoa privilegiada e bastante protegida dos males do mundo. Reconheço que sou inconsistente nas minhas lamúrias, pois como sei, o que me falta é relativamente fácil de ser obtido, bastando para isso um pouco de cooperação comigo mesma.
Todavia, o grandde mistério é: Por que eu não me ajudo? Por que eu me saboto? Por que faço, rigorosamente, o contrário do que me proponho? Por que jogo contra mim mesma?
São perguntas que não sei responder. Pelo menos por enquanto.


segunda-feira, 5 de junho de 2006

Paradise is there....

Texto de Fernando Pessoa



"E falta sempre

uma coisa, um copo,
uma brisa, uma frase
E a vida dói
quanto mais se goza e
quanto mais se inventa."




Como embaraçar um arqueólogo?


Dá-lhe um tampão e pergunta-lhe de que período é que é.

domingo, 4 de junho de 2006

Piadinha


Eve: "Adam do you love me?"
Adam: "No I don't"
Eve: (crying) "Then why did you make love to me?"
Adam: "Helloooo… do you see anyone else around?"




sábado, 3 de junho de 2006

Which way should I take to get into your heart?

Desire

Texto de Fernando Pessoa


A criança que fui chora na Estrada,
deixei-a ali quando vim ser quem sou.
Mas hoje, vendo que sou é nada,
quero ir buscar quem fui onde ficou.




Às vezes é impossível revelar-se...


Image by Brita Seifert


Taxistas Sem Noção



Deveria ser feita uma campanha educativa com os taxistas. Primeiro, eles deveriam se tocar que existem, basicamente, dois tipos de passageiros. Tem aquele que só pega táxi de vez em quando se estiver atrasado ou passando mal e aquele que pega habitualmente, puramente pelo conforto. Eu me enquadro neste segundo tipo. Logo, faço questão de carro bem conservado, limpo e com ar condicionado funcionando de verdade, ou seja: gelando. Pois hoje de manhã, liguei para a cooperativa, como faço diariamente e pedi o táxi "com ar condicionado funcionando". Pois chega aqui em casa um táxi com o banco traseiro imundo de farelos de biscoitos e quando peço para ligar o ar o motorista diz que não está funcionando. "Puta que pariu, caralho!", pensei, mas falei: "Porra, mas eu pedi carro com ar condicionado!" O motorista ficou se explicando, disse que me levaria no PA 00 para eu trocar de carro e tal e que a telefonista não avisou... Como sempre penso que existem coisas piores na vida, falei que seguiria com ele mesmo e depois faria minha reclamação na cooperativa. Assim começou meu dia... Por que será que alguns taxistas não se tocam que se alguém se dispõe a gastar R$25,00 ao invéz de R$1,90 para chegar em algum lugar, deve ser porque faz questão do conforto, né não?! Isso é uma coisa que me deixa muito irritada, muito mesmo! Na segunda-feira quando for chamar o taxi vou reclamar formalmente. E mais, quero ar condicionado ligado independente do tempo que estiver fazendo... não gosto de vidros abertos e ponto final! Aiai... coisas simples que se complicam são as mais irritantes!




quinta-feira, 1 de junho de 2006

Texto de Gibran Khalil Gibran



"...Quanto mais querida te for uma alma, tanto menos a explores, tanto mais lhe sirvas, sem nada esperar
em retribuição. No dia e na hora em que uma alma impuser a outra alma um dever, uma obrigação, começa a agonia do amor, da amizade. Só num clima de absoluta espontaneidade pode viver esta plantinha delicada. E quando essa alma que te foi querida se afastar de ti, não a retenhas. Deixa que se vá em plena liberdade. Faze acompanhá-la dos anjos tutelares das tuas preces e saudades, para que em níveas asas a envolvam e de todo mal a defendam, mas não lhe peças que fique contigo. Mais amiga te será ela, em espontânea liberdade, longe de ti, do que em forçada escravidão, perto de ti. Deixa que ela siga os seus caminhos, ainda que esses caminhos a conduzam aos confins do universo, a mais extrema distância do teu habitáculo corpóreo. Se entre essa alma e a tua existir afinidade espiritual, não há distância, não há em todo o universo espaço bastante grande que de ti possa alhear essa alma. Ainda que ela erguesse vôo e fixasse o seu tabernáculo para além das últimas praias do Sírio, para além das derradeiras fosforescências da Via-láctea, para além das mais longínquas nebulosas de mundos em formação, contigo estaria essa alma querida. Mas, se não vigorar afinidade espiritual entre ti e ela, poderá essa alma viver contigo sob o mesmo teto e contigo sentar-se à mesma mesa, não será tua, nem haverá entre vós verdadeira união e felicidade. Para o espírito, a proximidade espiritual é tudo, a distância material é nada. Compreende e vai para aonde quiseres! Ama e estarás sempre perto do ente amado, em todo o universo e dentro de ti mesmo".